terça-feira, 21 de junho de 2011

O que é felicidade

( O que você vê? )


Sempre penso e repenso, me questiono, mais nunca chego a uma conclusão final;
Acho impossível limitar algo tão grandioso, com uma simples conclusão; mais não é por isso que é impossível senti-la e vive-la.

O que é felicidade? Hoje essa pergunta me assaltou a mente.
Não sei ao certo e talvez isso seja a única coisa certa que sei a respeito dela.

Depois de pensar, horas e horas e ler vários artigos sobre a curiosa Felicidade, eu cheguei a um consenso comigo mesma, consenso que talvez amanhã já tenha perdido a validade.

Primeiramente, Hoje, eu repito, HOJE, eu acredito que a felicidade é antes de tudo, uma forma de ver o mundo. É o ângulo pelo qual se analisa cada situação; assim como na geometria podemos projetar de diferentes formas, em um papel, um único objeto observado, apenas alterando o ponto pelo qual o observador enxerga tal objeto, na vida também podemos fazer o mesmo, alterando a penas a forma como enxergamos cada situação que vivenciamos.
Depois de chegar a conclusão de que Felicidade é a forma como enxergamos a vida, me dei conta que ela, tão soberana, não se limita a apenas isso.
Além de ângulos, geometria e perspectiva, creio que a felicidade é também um estado de espírito, uma satisfação intima e pessoal, que independe de agentes externos.
Ela está dentro de nos, embora insistamos em procura lá em lugares distantes, acreditando que a traremos pra dentro de nos quando conseguirmos um emprego melhor, um salário maior, um grande amor, aquela tão sonhada viajem, uma casa própria, terminar a faculdade, comprar pelo menos um sapato novo todo mês, pagar aquela divida infernal, ou tantas e tantas outras coisas. Não importa em qual desses lugares acreditamos que ela está, o que importa é desmistificar a idéia de que a felicidade esta no que não temos, no que ainda não conseguimos, no que nos falta e perceber que ela esta e esteve todo este tempo que perdemos na sua busca, dentro de nos. Safadinha, não?
Não! Nos é que temos essa mania louca de complicar as coisas.

Mas não para por ai; a Felicidade é também um aprendizado, uma reeducação e extinção de velhos hábitos que nos prendem, tiram nossa paz e levam pra longe o prazer de viver.
A primeira lição é entender que ela esta dentro de nos? Entendeu?
A segunda lição é se lembrar disso todos os dias.
No começo vai ser necessário uma certa fiscalização interior, já que velhos hábitos não desaparecem sozinhos.

Comece a acreditar em você mesmo, na sua completude; na capacidade de mudar, de evoluir.
Trace pequenas metas, que talvez para os outros pareçam bobas e infantis, mas que pra você são importantes, como por exemplo: Não roer as unhas quando estiver ansiosa, deixar o facebook e ler um bom livro, ou até mesmo aprender a cozinhar (é ótimo, eu garanto).
Não interessa o que você vai fazer, mais se vai fazer!
A felicidade é uma forma de ver o mundo, um estado de espírito é aprendizado e também é uma escolha diária. É escolher enxergar e sentir a maravilhosa dádiva de estar VIVO; de poder recomeçar a vida de forma diferente a cada novo dia; é escolher ser feliz e curtir tudo o que te foi presenteado nessa vida, como a família, os amigos, o cachorro de estimação; é descobrir dentro de si, a certeza de que o que realmente importa na vida, você já possui.
E quando você perceber isso, vai ser delicioso viver e compartilhar a vida com quem vive junto de você.

Sarinha C. Ferreira

2 comentários:

  1. Ameiii .. amor e te amo tb .!

    ResponderExcluir
  2. Muito lindo !!!
    Afinal, o que vc vê? rs

    ResponderExcluir